Whatsapp

Simular
Cotação

Comprei minha primeira moto, o que preciso saber?

As motos estão cada vez mais presentes no dia-a-dia do brasileiro, seja como transporte pessoal ou profissional. O trânsito intenso e o valor alto do combustível são os principais motivos para a aquisição deste veículo. Principalmente por que ele é mais rápido, prático e econômico.

Segundo Marcos Fermanian, presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), em Abril de 2019 foi registrado um aumento de 16,8% em novos emplacamentos de motos referente ao mesmo período no ano passado. Isso gera uma série de mudanças positivas dentro do mercado automobilístico, como o aumento de contemplações de consórcios e a produção em massa do veículo.

A seguir, leia tudo que você precisa saber agora que já comprou uma nova moto.

 

CONHEÇA O MOTOR DA SUA MOTO

Existem dois tipos de motores: de dois tempos, usados hoje em dia apenas para motos de corrida devido ao seu aproveitamento de giro; de quatro tempos, mais usados na fabricação.

De todo modo, a combustão é feita através da mistura de ar e combustível no cilindro, iniciada por uma faísca gerada pela Vela de ignição da moto depois de uma descarga elétrica. Este é o ato que chamamos de “dar partida” que, depois dos gases se expandirem no rolo, uma força mecânica faz com que o pneu traseiro de seu veículo comece a rodar.

Além do motor, toda moto é composta por vários sistemas. São eles: Chassi, que da suporte aos demais componentes e mantém estabilidade; a Carenagem que, fora a parte estética e de proteção a outras peças, cumpre a função de assento para o piloto; Sistemas de freio, como o ABS; Embreagem, podendo alguns veículos possuírem câmbio automático; Eletrônico, se distribuindo para farol, setas, buzinas e injeção.

 

COMO FAZER A MANUTENÇÃO DE SUA MOTO

Assim como qualquer outro automóvel, as motocicletas carecem de manutenções para:
• prevenir algum desgaste;
• para ajustá-los quando os primeiros sintomas aparecerem;
• para repará-los.

Sobre os componentes mais importantes, você precisa saber:
As baterias atuais já são fabricadas pensando em reduzir o número de manutenções. Mas caso a sua precise de reposição de água, recomenda-se guiar pelo manual do veículo e ou procurar um profissional.

É preciso lubrificar e regular os cabos de freio, embreagem, de vela e acelerador para não ocasionar o seu rompimento e, consequentemente, acidentes, que comprometem o rendimento do seu veículo.

Recomenda-se que a cada troca de óleo, o mecânico verifique suas correntes. Pois deixa-las frouxas pode gerar acidentes. O ideal é que você confira todas as vezes que for calibrar os seus pneus.

É importante manter o filtro de ar do motor sempre limpo, assim você impossibilita a entrada de sujeiras no equipamento. Alguns filtros são descartáveis, outros podem ser removíveis e lavados. Confira em seu manual.

Verifique sempre os freios da moto. Pois obviamente são de grande importância para a sua segurança. Pilotar por aí sem esta manutenção compromete outras peças de seu veículo, como os discos de freio.

No manual de sua moto, verifique de quanto em quanto tempo é necessário fazer a troca do óleo. Caso você seja um usuário constante, é fundamental analisar junto a um profissional qual será o período ideal para a troca. É importante lembrar que este óleo é o mesmo que ajuda na lubrificação do câmbio.

Como citado acima, você precisa verificar regularmente os seus pneus. É necessário mantê-los calibrados se o seu for do tipo “sem câmara” ou caso não seja verifique com um profissional qual o melhor meio. É necessário checar os sulcos dos pneus e não os deixar chegar até seu limite. Caso o seu pneu esteja careca, está na hora de trocá-los.

Como falamos anteriormente, a vela é a faísca para dar início a partida de sua motocicleta. Uma perda de potência é ocasionada ao motor quando ela está gasta, gerando assim um aumento no consumo de combustível, consequentemente poluindo mais. É recomendado checa-las a cada 3 mil quilômetros rodados e a troca está descrita em seu manual.

Quer manter a estabilidade de sua moto, certo? Então você precisa, além de outras coisas, dentro de um período de tempo recomendado no manual, trocar o óleo de sua bengala.

Para evitar o travamento de suas rodas em determinados momentos, é fundamental que você lubrifique os rolamentos. Isso lhe assegura uma maciez e melhora o desempenho da moto nas pistas.

Embora os índices de acidentes no trânsito por moto serem relativamente altos, quando se coloca em prática a direção defensiva com todas as manutenções em dia e um pouco mais de atenção na hora de pilotar, é possível reduzir ou evitar tais eventos.

Para se proteger ainda mais contra os riscos no trânsito, que também podem ser ocasionados por terceiros, é sempre importante contratar uma proteção veicular. A Premium Clube de Benefícios te oferece as melhores ofertas do mercado com cobertura em 100% do território nacional. Entre em contato agora mesmo através do site ou ligue 4007-2420 e contrate ainda hoje o melhor plano para sua moto.